Wilson Lima e David Almeida dão ordem de serviço para reforma da feira da Japiinlândia

Essa é quarta das 32 feiras e mercados que começam a ser reformados com recursos do Governo do Amazonas

Wilson Lima e David Almeida dão ordem de serviço para reforma da feira da Japiinlândia FOTO: Lucas Silva e Roberto Carlos / Secom Notícia do dia 21/06/2022

Dando continuidade ao programa de revitalização das feiras e mercados da capital, o governador do Amazonas, Wilson Lima, e o prefeito de Manaus, David Almeida, assinaram nesta segunda-feira (20/06) a ordem de serviço para início da reforma da Feira Municipal da Japiinlândia, localizada na rua Portugal, na zona sul da cidade.

 

“Quando a gente reforma uma feira dessas, a gente cria um ambiente melhor para que os clientes possam estar aqui. Eu não tenho dúvida de que o movimento vai aumentar, o faturamento dos feirantes também. Haverá oportunidade de contratar mais alguém, gerar novas oportunidades, gerar mais empregos. A gente está dando vida a esse espaço, uma feira que há mais de 20 anos não recebia nenhuma intervenção do poder público”, disse o governador.

 

A feira da Japiinlândia é a quarta a entrar em obras, fruto da parceria entre o Governo do Amazonas e a Prefeitura de Manaus. Ao todo, 32 feiras e mercados serão revitalizados. Os investimentos totais são de R$ 24,8 milhões, sendo R$ 24,3 milhões repassados pelo Estado e R$ 496,1 mil de contrapartida do município.

 

“Vamos refazer toda a estrutura de mercados e feiras. Isso é dignidade, respeito e justiça social. Eu estou do lado do governador para fazer isso e mostrar à população que nós podíamos estar bem melhor, que nós podíamos estar vivendo na melhor cidade do Brasil”, enfatizou o prefeito David Almeida.

 

Para a reforma da feira da Japiinlândia, serão investidos mais de R$ 680 mil, contemplando a revitalização completa da cobertura, instalações elétricas e pintura.

 

De acordo com a Prefeitura, a Feira Municipal da Japiinlândia abriga 93 permissionários. Surgiu como uma feira comunitária na década de 1970 e foi construída, efetivamente, pela Prefeitura de Manaus, em 1990. Desde então, nunca passou por reforma, o que representa mais de três décadas esquecida. Possui 2.511 metros quadrados de área construída, gerando cerca de 290 empregos diretos e mais de 8.400 indiretos.

 

Modernização das feiras

 

A revitalização das feiras e mercado de Manaus vai contribuir para o desenvolvimento social e econômico da cidade, para o bem-estar da população, além de proporcionar a melhoria das feiras de Manaus, que durante muito tempo ficaram sem manutenção. De acordo com o coordenador executivo da Unidade Gestora de Projetos Especiais, Marcellus Campêlo, os recursos que cabem ao Estado nos convênios já foram repassados para a Prefeitura, que começou a trabalhar nas reformas.

 

O pacote de reformas contempla as três grandes feiras de Manaus – Manaus Moderna, Feira Municipal da Banana e Feira Municipal da Panair, na zona sul. Feiras de bairros tradicionais também estão contempladas. É o caso das feiras da Japiinlândia e, ainda, do São Francisco, e o Mercado Municipal Dr. Jorge de Moraes, em Educandos, na zona sul.

 

Na zona norte, estão no pacote as feiras do bairro Mundo Novo, a Feira Municipal Padre Rogério Ruvoletto, em Santa Etelvina, e a Feira Municipal do Nova Cidade.

 

E para a zona leste estão no cronograma a reforma da Feira Municipal Armando Mendes, Feira Municipal Coberta Jorge Teixeira, Feira Municipal do Coroado e Feira do Porto da Ceasa.

 

Na zona oeste serão reformadas as feiras municipais do Produtor do Santo Antônio, do São Jorge e Dorval Porto, no bairro Nossa Senhora das Graças. Além da Feira Modelo da Compensa, a feira do Quarentão e o Mini Shopping (NAC), ambos na Compensa. E na zona centro-oeste a Feira Municipal do Alvorada 2.

 

Também estão sendo contempladas as feiras do Polivalente, Feira Municipal do 40, da Banana (Eduardinho), Feira Municipal João Sena e as duas feiras itinerantes.