Subtenente da Polícia Militar de Parintins morre de coronavírus em Manaus

Subtenente A.BRASIL como era chamado no Quartel, tinha quase 30 anos de farda e serviços prestados a segurança pública do Amazonas.

Subtenente da Polícia Militar de Parintins morre de coronavírus em Manaus Militar Altamiro Brasil lutava desde começo de fevereiro contra o COVID-19 Notícia do dia 18/02/2021

O subtenente Altamiro Brasil Pinto, 50 anos, lotado no 11° Batalhão da Polícia Militar da Cidade de Parintins, morreu vítima de Covid-19, nesta quinta-feira,  18 de fevereiro de 2021, em Manaus. 


O policial militar estava internado desde começo do mês, primeiro no Hospital Regional Jofre Cohen, na Ilha de Tupinambarana e depois foi removido para Manaus. O quadro de coronavírus evoluiu e ele teve de ir para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas não resistiu. 

A Polícia Militar lamentou a morte e prestou condolências a toda família e amigos.

O Comandante do 11° Batalhão Tenente-coronel José Francisco Bonates Corrêa Júnior, lamenta com profundo pesar o falecimento e informou a reportagem do site ParintinsAmazonas, que já acionou o Serviço Social da Polícia Militar, para providenciar os trâmites do translado do corpo do subtenente. 


 "É uma perda muito doloroso para os famíliares e para Polícia Militar do Amazonas e do Batalhão de Parintins . Nossas condolências e solidariedade à família, pois o Subtenente A.Brasil foi exemplo de ser humano atuando em prol a sociedade" comentou via telefone Comandante Corrêa Júnior. 


Subtenente A.BRASIL como era chamado no Quartel, tinha quase 30 anos de farda e serviços prestados a segurança pública do Amazonas. Atuou em todas as cidades do Baixo Amazonas e até Maués no Médio Amazonas. Além de dezenas de Agrovilas,  Distritos e comunidades rurais. 

Altamiro Brasil tinha sido promovido a subtenente há poucas semanas . A patente de subtenente é a mais alta graduação dos praças, imediatamente acima dos sargentos e abaixo dos oficiais.


Em grupos de redes sociais, colegas do Subtenente Altamiro Brasil, informaram que quando surgiu a segunda onda de pandemia do Coronavírus em Manaus. Ele sempre demonstrou muita preocupação, pois fazia parte do grupo de risco sendo diabético e hipertenso. 


Infelizmente somente nesse ano de 2021 é a segunda morte de Militar que o Batalhão sofre. No dia 14 de janeiro, morreu vítima de infarto o 1º Sargento Marcondes Azevedo.

 

Texto: Hudson Lima

[email protected] 

[email protected]

[email protected] 

#hudsonlimakoiote

(92) 991542015