Susam, Exército e Prefeitura de Tabatinga firmam termo de cooperação para reorganização da Saúde no município

Em relação ao Centro Cirúrgico do Hospital, que está fechado para reforma, Cássio Roberto revelou que as cirurgias estão sendo feitas na UPA Tabatinga, que se tornou unidade de referência no município.

Susam, Exército e Prefeitura de Tabatinga firmam termo de cooperação para reorganização da Saúde no município Notícia do dia 22/09/2019

TABATINGA AM: O Governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual de Saude (Susam), firma, neste fim de semana, com o Hospital de Guarnição do Exército e a prefeitura de Tabatinga um termo de cooperação técnica que define as responsabilidades de cada ente na prestação de serviços de saúde no município do Alto Solimões.

O secretário Executivo de Saúde do Interior, Cássio Roberto do Espirito Santo, e uma equipe formada por profissionais da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), da Central de Medicamentos do Amazonas (Cema), do Jurídico e de várias e da Sea Interior se encontram em Tabatinga, desde sexta-feira (20/09), até este domingo (22) para traçar, junto com o Hospital e o município, um plano estratégico de reordenação dos serviços de saúde para Tabatinga região do entorno.

De acordo com Cássio Roberto, o convênio que a Susam mantinha com o Hospital de Guarnição de Tabatinga expirou. Como a unidade possui pendências com o Tribunal de Contas do Estado (TCE), com relação à prestação de contas, não foi possível renovar ou realizar um novo convênio. Sem convênio, não há como fazer, de forma legal, o repasse de recursos públicos à unidade.

“Estamos verificando as necessidades e alinhando o que precisa ser feito para garantir atendimento pleno à população de Tabatinga e entorno”, disse Cássio, que tratou de todas essas questões em reuniões na Prefeitura com a direção do hospitais e também foi à Câmara Municipal tranquilizar à população. “Tínhamos uma informação de que a UCI (Unidade de Cuidados Intermediários) do hospital estava bloqueada por motivo de contaminação, o que não foi confirmado. A FVS constatou que tratava-se apenas de um leito nessa condição. Foi observada a aplicação dos protocolos, feita a desinfecção no leito específico e o atendimento já está normalizado,” disse o secretário.

Em relação ao Centro Cirúrgico do Hospital, que está fechado para reforma, Cássio Roberto revelou que as cirurgias estão sendo feitas na UPA Tabatinga, que se tornou unidade de referência no município. Os serviços na unidade e na maternidade Celina Vilacrez Ruiz, que já haviam recebido reforços mês passado com a instalação de equipamentos de suporte avançado de vida, vão ganhar reforço agora no corpo clínico.

Segundo o secretário, o plano estratégico visa fortalecer a UPA como unidade referência em Tabatinga, por isso estão sendo integrados ao quadro mais um pediatra, mais um ortopedista, mais um cirurgião e mais um anestesista.

“Concomitantemente, já estamos fortalecendo Benjamim Constant com um cirurgião que está operando para que as pessoas de lá e de Atalaia do Norte não precisem ir se operar em Tabatinga”.

Ainda como parte do acordo, a Susam vai fornecer ao Hospital de Guarnição enfermeiros, técnicos de enfermagem, bioquímico e técnico de laboratório, além de Medicamentos. “Estamos aguardando o envio das listas de insumos para suprir a unidade. A gerente de distribuição da Cema veio conosco e está adaptando todos os mapas para fortalecer o abastecimento”, ressaltou o secretário do Interior.

Segundo Cássio Roberto, o termo de cooperação que está sendo firmado entre os três entes – hospital, Susam e município – fará com que cada um, dentro das suas responsabilidades, faça sua parte no acordo.

“O Hospital de Guarnição de Tabatinga sempre foi referência para municípios vizinhos, mas, hoje, por estar com seu centro cirúrgico em reforma, todas as cirurgias estão sendo realizadas na UPA, assim como todo o material deles está sendo esterilizado também na UPA. Já o hospital, está fornecendo à UPA oxigênio e apoiando em outras ações”, revelou Cássio.