Sem rejeição e com amplo apoio político Josué Neto segue consolidando nome para 2020

O Instituto realizou a pesquisa entre os dias 03 e 05 de Maio, totalizando 1,5 mil entrevistas presenciais na capital, com o nível de confiança de 95% e margem de erro de 2,5% para mais ou para menos

Sem rejeição e com amplo apoio político Josué Neto segue consolidando nome para 2020 Josué Neto PSD Foto: Joel Arthus Notícia do dia 13/05/2019

O deputado Josué Neto aparece em nova pesquisa de intenções de voto para a Prefeitura de Manaus com a menor rejeição do eleitorado manauara e em quarto lugar nas intenções de votos para as eleições de 2020. A pesquisa divulgada pelo Instituto Projeta na última quarta-feira (8) ouviu 1,5 mil pessoas entre os dias 03 e 05 de maio e deu apenas 1,89% de rejeição ao presidente da Assembleia legislativa do Amazonas (Aleam).

A pequena rejeição de Josué Neto mostra o fortalecimento de sua presença política nos últimos anos quando conseguiu aglutinar em torno de si amplo apoio de lideranças da capital e do interior. O exemplo de força política foi demonstrada no último dia 1º de maio na festa em comemoração ao seu aniversário onde reuniu caciques de diversos partidos. Feito parecido apenas quando o ex-governador Gilberto Mestrinho dominava o espectro eleitoral amazonense.

MAIS REJEITADOS
Na lista de mais rejeitados aparecem o vice-prefeito de Manaus, Marcos Rotta, aparece com 21,84% de rejeição; o ex-deputado David Almeida vem em seguida com 15,36% de rejeição, o deputado federal José Ricardo é o terceiro mais rejeitado com 10,13% e em quarto o ex-deputado federal Hissa Abrahão tem 8,27% de rejeição.

Na pesquisa estimulada, onde o entrevistador apresenta a lista de candidatos, o nome de Josué Neto aparece com 6,12% das intenções de voto, muito a frente de nomes como o vice-governador Carlos Almeida (1,94%) e Hissa Abrahão (0,74%). De acordo com o Instituto Proteja estão em empate técnico David Almeida (21,79%) e José Ricardo (19,62%), seguindo a margem de erro de 2,5% para mais ou para menos.

O Instituto realizou a pesquisa entre os dias 03 e 05 de Maio, totalizando 1,5 mil entrevistas presenciais na capital, com o nível de confiança de 95% e margem de erro de 2,5% para mais ou para menos